Geral Marco

Marco Aurélio manifesta pesar pela morte do líder camponês Manoel da Conceição

Marco Aurélio manifesta pesar pela morte do líder camponês Manoel da Conceição

19/08/2021 21h28
Por: Carlos Leen
Marco Aurélio manifesta pesar pela morte do líder camponês Manoel da Conceição

Durante sua fala em plenária na Assembleia Legislativa desta quarta-feira (18), o Deputado Estadual Marco Aurélio manifestou pesar pela morte do líder camponês Manoel da Conceição, de 86 anos, falecido na manhã de quarta-feira em decorrência de complicação hospitalar após uma cirurgia de vesícula.

“Manoel da Conceição ensinou pelo exemplo. Não há nada mais digno que isso, ensinar pelo exemplo. Não precisam as palavras, mas os exemplos. O exemplo resignado de defender a sua classe, a classe camponesa. Um exemplo decidido de estar ao lado dos mais pobres, esse exemplo é concretizado pela sua persistência, por não desistir em nenhum momento mesmo diante de tantas perseguições, tortura, atentados contra sua vida, exílio. É fácil narrar essa história, mas vivê-la é algo muito difícil” falou Marco Aurélio.

O parlamentar seguiu detalhando momentos de destaque na vida de “Manel” da Conceição, como era amplamente conhecido: “Manoel da Conceição merece nosso respeito, viveu para além do seu tempo, dedicou sua vida para além da sua família. Dedicou-se para os outros, sobretudo pelos mais fracos. Manoel da Conceição deixa seu legado e merece nosso respeito. Que Deus o receba em seus braços e conforte sua família. Manoel da Conceição, presente” finalizou Marco Aurélio.

Nascido em 1935, na região de Pedra Grande, no Maranhão, sua vida foi marcada pela pobreza, fruto da exclusão político-econômica. Aprendeu a profissão de ferreiro com o pai, mas sua vocação maior era a de trabalhador rural. Conheceu a primeira expulsão de terra no início da década de 1950, quando titularam uma grande área, abarcando as terras de várias famílias trabalhadoras rurais, entre as quais, a de seus pais.

Perseguido, preso e torturado durante a ditadura militar, Manoel da Conceição foi um dos maiores articuladores da luta camponesa no Brasil e fundador do Partido dos Trabalhadores (PT). Na década de 1990, ajudou a fundar o Centro Nacional de Apoio às Populações Tradicionais (CNPT); a Reserva Extrativista do Ciriaco, em Cidelândia – MA; a Rede Frutos do Cerrado, em vários municípios do Maranhão; diversas cooperativas de pequenos produtores rurais no sul do Maranhão; a União Nacional de Cooperativas da Agricultura Familiar de Economia Solidária (Unicafes); e a Central de Cooperativas do Maranhão.

Nos últimos anos, dedicou-se às atividades do Centro de Educação e Cultura do Trabalhador Rural (CENTRU) e da Central de Cooperativas Agro-extrativistas do Maranhão (CCAMA).

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.