Geral URE

URE de Imperatriz e SEDUC-MA realizam AULÃO do ENEM com a participação de centenas de estudantes

URE de Imperatriz e SEDUC-MA realizam AULÃO do ENEM com a participação de centenas de estudantes

18/10/2021 18h37
Por: Carlos Leen
URE de Imperatriz e SEDUC-MA realizam AULÃO do ENEM com a participação de centenas de estudantes

Durante todo este final de semana aconteceu no auditório da Faculdade Pitágoras mais uma edição do projeto “Aulão do Enem” em Imperatriz.

Centenas de jovens compareceram e puderam assistir revisões das principais matérias que farão parte do Exame Nacional do Ensino Médio, o ENEM, marcado para acontecer no próximo mês de novembro. As aulas e o material didático foram disponibilizadas gratuitamente e o projeto era destinado ao público em geral que teve forte participação na sua maioria de estudantes de escolas públicas.

Objetivos alcançados e mobilização

Uma equipe técnica da Secretária de Educação do Maranhão acompanhou o evento e avaliou que o objetivo do projeto foi bem alcançado. “Os aulões realizados nestes dois dias estarão focando as disciplinas que cairão no exame e nossa expectativa está sendo atendida na medida em que alcançamos um público considerável recebendo todo o material didático e tendo acesso aos detalhes mais importantes para fazer uma boa prova.” Avaliou Karine Collins Pires, coordenadora da equipe técnica pedagógica da SEDUC-MA.

A gestora Regional de Educação, URE, Profa. Dra Orleane Santana avaliou que “nossos professores e gestores das Escolas aqui na nossa regional estão de parabéns por estarem empenhados na mobilização e em fazer educação de qualidade e atuar fortemente a autoestima dos nossos alunos que também estão de parabéns por não terem desanimado mesmo com um cenário nebuloso como foi o da pandemia.” Disse.

Cenário

Historicamente o Brasil enfrenta ainda ausência de políticas de inclusão no ensino superior e segundo dados da ABCD (Ação Brasileira de Combate às Desigualdades), o ensino superior sempre foi um meio pelo qual os segmentos mais bem posicionados da sociedade transmitiam de uma geração a outra sua posição privilegiada, ao mesmo tempo em que se interditava aos mais pobres as mesmas oportunidades.

O Enem e posteriormente o Sisu, possibilitaram que estudantes se inscrevessem para qualquer universidade pública do país gratuitamente e sem sair de sua cidade – o exame atingiu, em 2015, o recorde de 8,6 milhões de inscritos.
Agora o Governo do Estado, através dos Aulões do Enem, intensifica um modelo de política pública que busca a inclusão de mais pessoas no ensino superior. Jovens estudantes em boa parte chamada de “periféricos”, negros, indígenas LGBTQIA+ e pobres.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.