Cultura ASSARI

Artesanato maranhense fatura mais de R$ 80 mil na 21º FENEARTE e bate recorde de vendas em feiras nacionais

As vendas superaram as expectativas dos artesãos que, por conta da pandemia, previam um número de peças comercializadas abaixo das projeções para esse ano.

21/12/2021 11h49 Atualizada há 1 mês
Por: Carlos Leen
Artesãos maranhenses participam da 21º Fenearte. (Foto: Divulgação)
Artesãos maranhenses participam da 21º Fenearte. (Foto: Divulgação)

A beleza e riqueza cultural do artesanato maranhense foi destaque de vendas da 21° Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), realizada entre os dias 10 e 19 de dezembro, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. 

A participação na tradicional feira pernambucana rendeu aos artesãos maranhenses a comercialização de 2.123 peças artesanais, contabilizando uma receita de R$ 88.815,00, o maior valor comercializado pelo artesanato do Maranhão em participações em feiras nacionais.

Mesmo diante do agravamento do cenário econômico no país e das restrições sanitárias imposta pela pandemia de Covid-19, o valor superou o comercializado durante 13° Salão do Artesanato, realizado em 2019, em São Paulo, quando, na ocasião, contabilizou uma receita de R$ 64.418,00.

“O volume de vendas alcançados na Fenearte trazem um retorno não só comercial, mas também de valorização do artesanato e dos artesãos maranhenses, que se sentem mais confiantes em produzir e voltar ao mercado presencial. As feiras são importantes vitrines de exposição para a produção, e participar desses eventos é colocar os nossos artesãos no mercado, favorecendo a comercialização e incentivando a melhoria constante na qualidade dos produtos apresentados”, destacou Catulé Júnior.

Para a 21° Fenearte, a Secretaria de Estado do Turismo do Maranhão (Setur-MA), por meio da Superintendência do Programa do Artesanato do Maranhão, selecionou 4 artesãos individuais e 2 associações, sendo uma entidade representativa de Imperatriz e outra de São Luís. A Setur-MA custeou as passagens aéreas dos artesãos e o transporte das peças artesanais, além de contar com a apoio do Sebrae-MA, que financiou as hospedagens dos artesãos para o evento. 

As vendas superaram as expectativas dos artesãos que, por conta da pandemia, previam um número de peças comercializadas abaixo das projeções para esse ano.

O secretário de Estado do Turismo, Catulé Júnior, disse que o cenário positivo envolveu diversos fatores e destacou os resultados das vendas e o esforço que o Governo do Estado tem dado ao artesanato maranhenses.

“O volume de vendas alcançados na Fenearte trazem um retorno não só comercial, mas também de valorização do artesanato e dos artesãos maranhenses, que se sentem mais confiantes em produzir e voltar ao mercado presencial. As feiras são importantes vitrines de exposição para a produção, e participar desses eventos é colocar os nossos artesãos no mercado, favorecendo a comercialização e incentivando a melhoria constante na qualidade dos produtos apresentados”, destacou Catulé Júnior.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.