Geral Bastidores

Coluna do Leen: Notas rapidas desta quinta

Editado por Carlos Leen, espaço traz notícias e bastidores da política, de terça a sexta.

27/01/2022 17h55 Atualizada há 4 meses
Por: Carlos Leen
Caso aprovada com deliberação por 2/3, a Federação será parte do cotidiano de construção da unidade política
Caso aprovada com deliberação por 2/3, a Federação será parte do cotidiano de construção da unidade política

Federação

Em reunião realizada na quarta-feira, 26, o PT, PSB, PCdoB e PV avançaram no debate sobre Federação de partidos. O tema principal da reunião foi a definição da participação de cada partido na coordenação da possível federação. Na reunião, os partidos reafirmaram a decisão de pedir, junto ao TSE, a ampliação do prazo para a formação da Federação. Na segunda-feira, 31, será realizada nova reunião com o objetivo de iniciar as discussões sobre a “carta programática” da Federação, além da continuidade do debate sobre os temas de organização. No caso de aprovação da Federação pelos partidos, a carta será a base para orientar as ações da Federação e seus integrantes.

Dilma suplente

O líder petista, Prof. Nonato Chocolate, jogou a maior lenha na fogueira e pelo visto muita gente se queimou ao acreditar mesmo na possibilidade da ex-presidenta Dilma ser a suplente do senado de Flávio Dino.

Marcio Jerry reitera apoio de PCdoB a Brandão

O presidente estadual  do PCdoB, deputado federal licenciado Márcio Jerry reiterou o apoio do partido ao vice-governador. Carlos Brandão na sucessão do governador Flávio Dino. Jerry reconheceu como legítima as candidaturas do senador Weverton e do secretário Simplício Araújo. “PCdoB MA reconhece legitimidade nas postulações do senador Weverton Rocha e do secretário Simplício Araújo , mas considera que a melhor proposta do ponto de vista político e eleitoral está hoje representada na pré-candidatura de Carlos Brandão'”, disse Jerry.

STF suspende pensão vitalícia de ex-governadores do MA

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu decisões do Tribunal de Justiça do Maranhão que restabeleciam o pagamento da pensão mensal vitalícia aos ex-governadores Edison Lobão e José Reinaldo Carneiro Tavares. No pedido, o governo maranhense alegou ofensa à ordem administrativo-constitucional e à economia pública. Também lembrou que o STF já declarou a inconstitucionalidade de regras estaduais que previam a concessão de subsídio mensal vitalício para ex-governador.

Ele disse..

“A minha insatisfação com o presidente estadual do meu partido, que é deputado federal e que nunca nos atendeu nos pedidos que fizemos para Imperatriz, nem mesmo conseguiu uma ambulância, e como é que eu posso pedir votos para ele, o que eu irei dizer ao povo? Somos vereadores e os apelos da população é que consigamos recursos para melhorar a qualidade de vida em sua rua, bairro e cidade, e como sei que nada disso virá este ano, como foram os últimos três, estarei saindo do partido na janela”, desabafou o vereador Fabio Hernandes pra cima do Deputado Federal André Fufuca (PP). Em nota o vereador confirmou também que estará deixando partido do ex – aliado,  mas não informou pra onde iria. 

Caso Jonnatan: Agressores serão indiciados por tentativa de homicídio

A Polícia Civil, por meio da 9ª Delegacia Regional de Polícia Civil, concluiu o inquérito do caso da agressão sofrida por Gabriel da Silva Nascimento em novembro do ano passado, em Açailândia, a 72 km de Imperatriz. O empresário Jonnatan Silva Barbosa e a odontóloga Ana Paula Vidal, foram indiciados pelo crime de tentativa de homicídio e podem ser julgados pelo Tribunal do Júri. A pena para esse tipo de crime é de 6 a 20 anos de reclusão em regime fechado. As imagens da agressão foram para no Fantastico, da Tv Globo. Na ocasião, Gabriel foi retirado do seu próprio carro, e espancado a socos e pontapés por Jonnatan e Ana Paula, porque acharam que ele estava roubado o veículo, só porque é negro.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.