Educação Educação

Campanha salarial 2022: “Vamos começar fazer nossas movimentações em torno da cobrança de resposta, não só do reajuste quanto da pauta toda da campanha salarial”, declarou Prof. Raimundo Oliveira

Na pauta de reivindicação conta ainda a automaticidade e regularização imediata das progressões, concessão das gratificações de Difícil Acesso e Área de Risco, ampliação de matrícula, concurso público e ainda o direito à gratificação em caráter temporário

31/01/2022 08h30 Atualizada há 4 meses
Por: Carlos Leen
Diretoria do Sinproesemma protocolou a pauta da Campanha Salarial 2022, assim como a solicitação de audiência entre o Secretário de Educação Felipe Camarão
Diretoria do Sinproesemma protocolou a pauta da Campanha Salarial 2022, assim como a solicitação de audiência entre o Secretário de Educação Felipe Camarão

Por meio de suas redes sociais, o presidente do sindicato dos professores da rede estadual (SINPROESEMMA) atualizou acerca dos andamentos na luta da Campanha Salarial 2022. Leia abaixo na integra a declaração: 

Boa noite a todos e todas.

"Pessoal essa semana passada entregamos a pauta da campanha salarial com pedido de audiência com o secretário Felipe Camarão e a partir de segunda feira dia 31 vamos começar fazer nossas movimentações(informações à categoria) em torno da cobrança de resposta, não só do reajuste quanto da pauta toda, o secretário tem dado respostas às redes sociais como bem entende, mas o sindicato que é o legítimo representante da categoria e não quer respostas dadas em redes sociais, queremos tratar todos os pontos da pauta com muita seriedade e compromisso como temos feito anteriormente, até mesmo pra manter o entendimento que temos uma mesa permanente de negociação e o que sempre prezamos, o diálogo". Raimundo Oliveira - Presidente do SINPROESEMMA.

Contexto 

A diretoria do Sinproesemma havia protocolado na ultima quarta-feira, 26, a pauta da Campanha Salarial 2022, assim como a solicitação de audiência entre o Secretário de Educação Felipe Camarão e a Comissão de Negociação do Sinproesemma.

A pauta da Campanha Salarial 2022 foi deliberada pela Diretoria Geral do Sinproesemma em reunião da direção e além da recomposição salarial prevista para 2022 sobre o vencimento conforme disposto no Artigo 32 do Estatuto do Magistério, o Sinproesemma cobra o reajuste pendente do ano de 2019.

Na pauta de reivindicação conta ainda a automaticidade e regularização imediata das progressões, concessão das gratificações de Difícil Acesso e Área de Risco, ampliação de matrícula, concurso público e ainda o direito à gratificação em caráter temporário para os integrantes do Subgrupo do Magistério da Educação Básica que desempenham atividades nas unidades de Ensino e Ressocialização de Adolescentes incluindo o parágrafo 3º do Artigo 39 do Estatuto do Magistério.

Outro ponto importante da pauta da Campanha Salarial 2022 é a construção e criação da Lei Estadual que trata dos Precatórios do Fundef Estadual para os profissionais da Educação e o rateio na proporção de 60% para os professores e 40% para investimentos na educação e a destinação de um percentual deste aos demais profissionais da educação conforme defende a Frente Norte-Nordeste pela Educação e a CNTE.

O sindicato que é o legítimo representante da categoria e não quer respostas dadas em redes sociais, queremos tratar todos os pontos da pauta com muita seriedade e compromisso como temos feito anteriormente", declarou Oliveira.

“Protocolamos a pauta da Campanha Salarial de 2022 e solicitamos uma imediata reunião com o governo para darmos início as negociações necessárias para a pauta estabelecida. Mesmo com a indefinição do MEC em ratificar o reajuste de 33,23%, mas sinalizado pelo Governo Federal iremos cobrar a faixa desse percentual calculado com base na Lei do Piso para o nosso reajuste de 2022 e assim garantir a valorização que os trabalhadores em educação merecem, também não deixamos de fora da discussão pontos de pauta importantes a qualificação profissional e de infraestrutura para escolas e assim ter o desenvolvimento do nosso trabalho com qualidade no chão da escola. Vamos lutar e fazer valer os nossos direitos estatutários”, disse Raimundo Oliveira, presidente do Sinproesemma.

Reajuste Salarial 2022

Mesmo diante de muita polêmica em torno desse tema e de inúmeros debates sobre o percentual de reajuste para 2022, o piso salarial do magistério tem um percentual definido e precisa agora da definição do Ministério da Educação, sinalizado nesta quarta-feira, com percentual de reajuste 33,23%, passando de R$ 2.886,24 para R$ 3.845,34.

Refutado por Governadores, Prefeitos e alguns técnicos do MEC, Bolsonaro prometeu cumprir o reajuste máximo para os trabalhadores em educação, mas ainda assim sinalizou que vai pagar o reajuste somente no mês de maio, desrespeitando assim a Lei que estipula o mês de janeiro para pagamento do reajuste. Outro ponto que merece atenção é quanto o reajuste ser pago na forma de Medida Provisória, abrindo espaço para alterações no Congresso Nacional e a possibilidade de golpe no reajuste.

“Com a nossa pressão, junto com os demais sindicatos e a CNTE, estamos conseguindo manter a proposição do reajuste estabelecido para este ano de 2022, assim como o cumprimento da Lei da Piso, mas precisamos nos manter mobilizados para evitar que as manobras anunciadas pelo Governo Federal não tenham efeito e assim possamos garantir a valorização dos trabalhadores em educação de todo o Brasil. A luta continua”, finalizou Oliveira.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.